Fósseis e moinhos

A pouco mais de vinte minutos do Porto, saindo da A4 rumo a Valongo e entrando na ENI5 em direcção à freguesia de Campo, situa-se o Parque Paleozóico, nas serras da região de Valongo, Pias e Santa Justa. O centro interpretativo é o primeiro local a visitar. Localizado num antigo moinho, este centro ajuda o visitante a compreender o que vai poder ver no passeio. Na área do parque há três percursos. Várias marcas assinalam o caminho a seguir. Estão também colocadas placas com informações sobre os pontos de interesse. Em todo caso, não se aconselham incursões solitárias pelas serras, devido aos perigos de quedas. Em qualquer dos percursos podem ser vistos vários exemplares de fôsseis, como os de trilobites do período Ordovícico, que ali permanecem há milhões de anos. Também podem ser observados alguns moinhos de água ainda em funcionamento.
Devido ao declive acentuado em algumas partes do passeio, é dada a possibilidade de se praticar escalada. A espeleologia e o estudo da paleontologia são outros exemplos de actividades a desenvolver. Mas não são apenas os fôsseis o atractivo deste parque. Ali encontram-se também quatro espécies de animais e vegetais em vias de extinção. Rumando para o interior do parque, um caminho de terra batida leva à rústica aldeia de Couce, de origem romana, hoje habitada por seis famílias, onde se destaca o celeiro, com paredes de quartzito, e uma eira de placas de ardósia.
Fazem também parte do passeio a paisagem sobre o vale do rio Ferreira, no alto da Fraga do Castelo, e a visita a alguns poços de antigas explorações mineiras, bem como aos antigos moinhos do Cuco, aos Fojos (cavernas) das Pombas, das Valérias e aos Três Fojos Sagrados. (…)

Texto retirado de Guia da Semana - Expresso, nº11 (Norte)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...