Por Terras de Colonos, Ferroviários e Antigas Devoções – Horizontes de Ruralidade (Rota IV)

Santuário de Nª Sª da Atalaia
Palmela – Pinhal Novo – Rio Frio
O percurso tem início no Largo de S. João, junto à Casa Mãe da Rota de Vinhos. Entre e conheça um pouco dos vinhos e adegas da região. Suba a Avenida Dr. Atáz Godinho de Matos até à Igreja de S. Pedro (séc. XVI). Desça a estrada em direcção a Setúbal e, no cruzamento, vire à esquerda, seguindo a indicação Palmela. Uns metros à frente, à direita, pode conhecer a adega SIVIPA e a sua colecção de garrafas assinadas. Esta Sociedade Vinícola é uma empresa de referência na produção e comercialização de vinhos, encontrando o seu ex-libris no Moscatel Roxo. Não deixe de o provar!
Retome a estrada e contorne a rotunda do Largo do Chafariz D. Maria I, novamente em direcção a Setúbal. Nos semáforos vire à esquerda para Pinhal Novo. Dirija-se ao Largo José Maria dos Santos, observe o Coreto, os painéis de azulejos de 1938 na antiga Estação dos Caminhos de Ferro e a Capela de S. José. Continue a estrada seguindo as indicações de Rio Frio e conheça a Biblioteca Municipal de Pinhal Novo e o Mercado Municipal. Conheça o Palácio de Rio Frio onde pode usufruir de um Turismo de Habitação de qualidade.
Rio Frio – Atalaia
Ao sair da Herdade de Rio Frio, vire à direita e siga até à localidade do Alto-Estanqueiro, onde se localizam a maior parte das estufas de flores, que fazem do Montijo a capital da flor.
No cruzamento, vire novamente à direita em direcção a Atalaia e surpreenda-se com o majestoso Santuário de Nossa Senhora da Atalaia. Durante as festas da terra no último fim-de-semana de Agosto, o Santuário acolhe peregrinos, romeiros e forasteiros. Visite o Cruzeiro Gótico Bizantino e o Museu Agrícola de Atalaia.
Atalaia – Sto Isidro de Pegões
Continue em direcção a Pegões. Durante este percurso pode observar uma extensa área de montado de pasto e vinhas. Aproximando-se de Faias, pare para visitar a Capela de Nª Sª de Fátima e, retomando viagem, observe o antigo Colonato Agrícola de Pegões, um complexo agrícola criado pela Estado Novo nos anos 40 e 50. A escassos metros, localiza-se a adega Cooperativa Agrícola Sto Isidro de Pegões. Edificada em 1958, esta moderna empresa é altamente competitiva, sendo prova disso os prémios nacionais e internacionais obtidos. Prove os seus vinhos instalado em mesas e bancos feitos em tanoaria.
Ao sair da adega, siga em frente até ao entroncamento. A escassos metros, no sentido de Vendas Novas, encontrará o Fontanário de Pegões, nome igualmente atribuído a um dos prestigiados vinhos produzidos na adega.
Ao passar a indicação Pegões, vire nos pinheiros à direita e encontre a escultura de Artur Bual – “Homenagem à Agricultura”. A Rota IV termina na Igreja de Nª Sª de Fátima.
Se tiver oportunidade visite Canha, uma vila medieval, onde o cavalo assume as influências ribatejanas do concelho de Montijo. Não deixe de conhecer o Museu Etnográfico, que pretende valorizar o património e costumes de Canha.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...