Para Sul, à Costa Azul

Neste post vamos propor um passeio integrado numa série de passeios organizados em torno das Rotas da Vinha e do Vinho. Assim, sugerimos-lhe que «… parta à descoberta dos múltiplos encantos de que está recheada a Rota de Vinhos da Costa Azul. (…) Não é de praias que falamos aqui, por muito boas e bonitas que a região as tenha, da Caparica à do Cavalo, encostada ao Cabo Espichel, passando pelas do Portinho e Figueirinha, já na Arrábida, parque natural. «Estamos em Azeitão, Palmela e Setúbal, terras mães de todos os vinhos: brancos, espumantes, rosés, tintos e generosos», escreveu David Lopes Ramos. A rota é integrada por nove adegas da Região Vitivinícola da Península de Setúbal, todas remodeladas e com salas de prova e venda onde o leitor pode apreciar a justeza das palavras daquele autor: «Vinhos que merecem que os apreciemos com a mesma largueza de espírito que nos motiva à leitura de um bom livro». Mas estamos também numa região habitada desde as épocas mais remotas, e o riquíssimo património que o confirma pode aqui ser apreciado tanto sob a forma de necrópoles do Paleolítico Médio como de estações arqueológicas que documentam a presença dos romanos, anterior à dos muçulmanos a quem D. Afonso Henriques conquistou Palmela em 1147.
[Se vier do Norte] Escolha a travessia que quiser: pela Ponte 25 de Abril, seguindo pela A2 em direcção a Setúbal, ou pela Ponte Vasco da Gama, tomando a A12 no mesmo sentido. Em qualquer dos casos, comece por Palmela. Não só porque é capital do maior concelho da península de Setúbal mas, sobretudo, porque é lá que se encontra a casa mãe da rota, onde deve marcar previamente as visitas às adegas produtoras, a começar pela Adega Cooperativa da Vila, ali ao lado. O circuito que vai fazer, entre Vila Nogueira de Azeitão e Pegões, com Palmela sensivelmente ao meio, não tem mais de meia centena de quilómetros e corresponde ao percurso da Rota de Vinhos da Costa Azul. Percorra o centro histórico da vila, organizado em torno do castelo de onde se avistam as serras de Louro, com os seus moinhos, de S. Luís e da Arrábida. Não deixe de visitar uma das quintas produtoras. (…). Vai ver que vale a pena…»
In Guia da Semana - Expresso
Durante este passeio, aproveite para apreciar o famoso Queijo de Azeitão e os Barquilhos de Laranja, doces típicos de Setúbal.
Poderá também gostar de conhecer outras particularidades da gastronomia regional.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...